<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d15480620\x26blogName\x3dougado\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://ougado.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_GB\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ougado.blogspot.com/\x26vt\x3d-571278826637307540', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

hols

Thursday, July 13, 2006
Há mais de ano e meio que não tiro 2 semanas de férias: a última vez foi em Janeiro de 2005. Desde então tirei apenas uma semana. Estou em picos. A trabalhar até às quinhentas para ver se ninguém me chateia durante as férias. Fat chance. Bastards.

(cont.)

Tuesday, July 11, 2006
Afinal é só um estiramento ligamentar. Não tenho de fazer nada, apenas devo evitar usar o dedo. Como se isso fosse fácil. Tenho de me concentrar para não fazer nada com a mão. Continua com um aspecto estranhíssimo.

freak accident

Estava eu a fazer algo que já tinha feito milhares de vezes - remover as meias - quando a coisa aconteceu. Em algum momento durante o gesto (gracioso?) em que de pé flicto (what a verb!) os joelhos, levanto um pé, abaixo-me e num único movimento removo a meia, ouço um estalo. O pé regressou ao chão; a meia voou. Olho para a minha mão esquerda e o meu dedo do meio está dobrado de uma forma estranhíssima. Parti o dedo, penso. Assola-me de repente uma náusea tremenda. Debruço-me sobre a retrete mas o vómito não vem. A primeira reacção é ir para o hospital. Mas percebo que não tenho dores e a ideia de ir para o hospital parece-me horrível. Decido ir dormir. Hoje de manhã fui fazer uma radiografia e parece que não está nada partido. Estou à espera do telefonema do médico. O dedo continua estranhíssimo.

Otis

Tuesday, July 04, 2006
This is my lovers prayer
I hope it'll reach out to you, my love
This is my lovers prayer
And I hope you can understand it, my love

My life is such a weary thing
But it might be old pressure bringing rain (?)
You keep wanting, waiting and wishing
When I know deep down that I'm not to blame

What you gonna do tonight
When you need some loving arms to hold you tight
What you gonna do tonight
When you need my heavy voice to tell you good night

Honey but you can't let that be no problem
You've got to come home and help me solve it
[Yeah] I won't be missing you
And honey, my lovers prayer would be all over

What can the matter be [now]?
It can't be to serious we can't talk it over
Living in this misery, darling
You can't make my life all over

Honey but don't you let that be no problem
Just come on home and help me solve it
[Dear] I won't be missing you
And my lovers prayer would be all over
It got to be all over Honey all over
Don't keep my life going round so many circles

I won't be missing you
I won't be missing you
And my lovers prayer won't be all over

This is my lovers prayer
Come on y'all
This is my lovers prayer
And I hope it reaches out to you
This is my lovers prayer
I hope it gets to you